Sucede

Lo sentimos, este contenido está disponible sólo en portugués. Si quieres traducir el contenido de forma automática a través de la herramienta Bing Translator haga clic en el botón.

Em 2020, por conta da pandemia de coronavírus, os eventos que provocam aglomerações foram cancelados ou remarcados e a Avenida Paulista não receberá a maior Parada do Orgulho LGBTQIA+ do mundo, como já é tradição na capital.

Mas nem por isso o movimento vai passar despercebido. A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), programou uma série de intervenções e programações on-line para celebrar o Mês do Orgulho LGBTQIA+, em que acontecem várias Paradas ao redor do mundo.

Foto: Jose Cordeiro/SPTuris

Em apoio à diversidade, todos os monumentos da cidade estarão iluminados com luzes coloridas. Os semáforos para pedestres receberão arco-íris no lugar dos bonequinhos verdes. A ação é uma parceria da SMC com a Secretaria Municipal de Relações Internacionais.

Todas as redes sociais dos equipamentos da SMC contam com apresentações voltadas a temática, em especial o Centro Cultural da Diversidade (CCD), que intensificará sua programação com a veiculação das performances nas redes sociais.

As lives diárias mostram entrevistas com artistas da comunidade, história do movimento, militantes e personagens importantes de várias áreas do movimento LGBTQIA+, além de apresentar quatro shows por semana com nomes importantes da cena.

Entre os destaques da programação, está a aula sobre Erotismo Censurado, de Eliane Robert Moraes, já disponível no Youtube da Biblioteca Mário de Andrade, e Impersonights – Cabaré de Imitações, dia 30 de junho, no Instagram do Teatro Cacilda Becker.

Já o Theatro Municipal de São Paulo, a partir do dia 16 de junho, ganhará uma bandeira gigante do arco íris em sua fachada.

No dia 14 de junho, data em que ocorreria a Parada, um arco-íris gigante iluminou a Avenida Paulista. O Global Rainbow, uma instalação de luzes a laser, que emite raios em 7 cores diferentes, com visibilidade de até 60 km de distância e ocupou a avenida a avenida mais famosa da cidade de São Paulo. As luzes ficaram acesas durante 3 horas, entre 19h e 22h.

Foto: Global Rainbow em Nova Iorque, EUA/ Yvette Mattern.

A instalação Global Rainbow, da artista porto-riquenha Yvette Mattern, já foi exibida em outros países e faz parte de uma campanha da Doritos. A marca, que já apoia a Parada desde 2017, vai doar R$ 1 milhão para entidades que ajudam a causa.  A ação contou com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura.


PROGRAMAÇÃO

CENTRO CULTURAL DA DIVERSIDADE
Instagram @ccdiversidade 

Bate-papo com Vic Sales
Poeta e slammer
Dia 14, às 19h 

Bate-papo com Renato Enoch
Cantor e compositor mineiro
Dia 15, às 19h

Bate-papo com Ebony
Caracterizadora, maquiadora, cabeleireira, maquiadora de efeito e performer
Dia 16, às 19h 

Bate-papo com Miguel Arcanjo Prado
Idealizador do Prêmio Arcanjo de Cultura
Dia 17, às 19h 

Genderless – Um Corpo Fora da Lei (Teatro)
Dia 18, às 21h 

Bate-papo com Bicha Poética
Dia 19, às 19h

Bate-papo com Paola Valentina
Produtora do Museu da Diversidade Sexual
Dia 20, às 19h

 

BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UC1jREOxgsYm7umIGpWvbw3A

João Silvério Trevisan: Escritor na Biblioteca
Está disponível em nosso canal no YouTube o depoimento de João Silvério Trevisan no ciclo “Escritor na Biblioteca”. Trevisan é autor de obras como “Devassos no Paraíso”, vencedor do prêmio Prêmio Jabuti e Ativista na área de direitos humanos, fundou em 1978 o “Somos”, primeiro Grupo de Liberação Homossexual do Brasil e, ainda na década de 1970, foi um dos editores-fundadores do mensário “Lampião da Esquina”, o primeiro jornal voltado para a comunidade homossexual brasileira.
https://www.youtube.com/watch?v=1_844ndXYY8&list=PL8_ah4wqb11byuMxABr8nvaPdc79Z_-58&index=9&t=0s

Uma aula sobre Ulysses, com Amara Moira
Está disponível o áudio do evento “Uma aula sobre Ulysses”, com a escritora, professora, transexual e feminista Amara Moira. Doutora em teoria e crítica literária pela Unicamp, Amara apresentou fragmentos da obra de James Joyce que servem tanto como preparação a uma primeira leitura quanto para reflexão sobre o que língua e literatura são capazes.
https://www.youtube.com/watch?v=eIh3wSzzLWM&list=PL8_ah4wqb11Yy5wOiVAQS6YV1kGax74d0&index=3&t=0s

Erotismo Censurado, aula de Eliane Robert Moraes
Está disponível o áudio do evento “Erotismo censurado”, uma aula da filósofa e ensaísta Eliane Robert Moraes, apresentando obras de Sade a Hilda Hilst, intercalado com leituras da atriz Helena Ignez. Essa atividade fez parte da programação da Biblioteca Mário de Andrade durante o Festival Verão Sem Censura promovido pela Secretaria Municipal de Cultura. ⠀
https://www.youtube.com/watch?v=Ov0qNjz-G_c&list=PL8_ah4wqb11Z6PDniOmHuRYKZ48HxPvHZ&index=3&t=0s

Som e sentido, com Bruna Beber e Leticia Novaes (Letrux)
A escritora Bruna Beber e a cantora Leticia Novaes (Letrux) participam da conversa “Som e sentido”, que está disponível no YouTube da Mário. Parceiras de criação artística, Bruna e Leticia conversam sobre poesia, música, hábitos e manias de leitura e também sobre o que nos faz chorar. “Se organizar direito, todo mundo chora?”.
https://www.youtube.com/watch?v=OIxROQTMt6Q&list=PL8_ah4wqb11b5XtN0elAOoFDMDeiapNOj&index=3

CENTRO CULTURAL SÃO PAULO
Instagram @ccsp_oficial 

Pitch CCSP
Pitch CCSP é um projeto da Curadoria de Música pensado para trazer visibilidade a novos artistas, que contam, em vídeo, um pouco da carreira e apresentam seus trabalhos.

Naat Maat
Dia 19 de junho
Rapper trans Natt Maat canta sobre sua vivência enquanto travesti.

THEATRO MUNICIPAL
Live “Gênero na Arte” no Instagram do Theatro Municipal.
Ao vivo dia 25 de junho, às 18h.
Instagram do Theatro Municipal: @teatromunicipal
Mediação: Natalia Mallo (pesquisadora do tema), Maria Castillo (cantora brasileira de ópera trans, que trabalha no Teatro Colón em Buenos Aires) e Uátila Coutinho (drag queen e bailarino do Balé da Cidade).
Além disso, ao longo do mês, no palco do Theatro Municipal fará uma série de posts nas redes sociais resgatando a memória da diversidade.

Conversa com Luis Márcio Arnaut sobre Tennessee Williams
Dia 27 de junho, às 19h
Apresentar uma leitura da vida e obra de Tennessee Williams, levando em consideração a conjuntura histórica, política, social e cultural, e ressaltando a questão de ser um dramaturgo gay que escreveu muito sobre o universo LGBTQIA+.

TEATRO CACILDA BECKER
Instagram: @teatrocacildabecker

Impersonights – Cabaré de Imitações
Dia 30 de junho, às 21h
Inspirado nos antigos shows de Transformismo brasileiro, Impersonights (Cabaré de imitações) é um espetáculo em formato de vaudeville onde o público seleciona previamente, dentro de um tema proposto, as personalidades a serem imitadas no palco. As drags têm um período específico para pesquisar essas personalidades e trazer um número que seja fiel ao original.

CASAS DE CULTURA
Rap Plus Size
Facebook da Casa de Cultura Hip Hop Leste.
Dia 20 de junho, às 19h. Livre. Grátis.
A grandiosa imersão em busca do novo mundo é o nome do segundo álbum de trabalho do grupo “Rap Plus Size”, lançado em outubro de 2019. Os beats foram produzidos pelo produtor e criador do selo “TEIAinc.”: Vibox (Victor Machado), em processo de imersão, trouxe um olhar atribuído aos temas contidos, relacionados à estrutura que envolve toda a sociedade, em formas de quebrar paradigmas e amarras sociais e que busca a construção de uma nova realidade igualitária e segura para todas às minorias também.

Veja mais no site da Secretaria Municipal de Cultura.

NUESTROS SOCIOS ESTRATÉGICOS
Logo ABIH
Logo Sindicato Estadual dos Guias de Turismo de São Paulo – SINDEGTUR SP
Logo ABTLGBT
Logo Comtur
Logo São Paulo Convention & Visitors Bureau
Logo Turismo Sustentável e Infância
Logo Aprecesp