Acontece

Novidades

Feiras livres

Feiras livres e gastronômicas: comida boa e barata a céu aberto em São Paulo
Imagem em close up. Diversas frutas arrumadas em pilhas no formato de pirâmides. São peras, uvas, maças, laranjas e goiabas.

Feiras Livres. Foto: José Cordeiro/ SPTuris.

“Na minha mão é mais barato. Mulher bonita não paga, mas também não leva!”. Frases como estas são marcantes nas feiras livres paulistanas.

Elas existem tradicionalmente desde meados do século XVII, sendo opção para muitos que desejam comprar artigos hortifrutigranjeiros, pescados e os tradicionais pastéis.

Vários cachos de uva de diversas cores – verdes, vermelhas e roxas, junto com muitos morangos grandes e bem vermelhos.

Feiras Livres. Foto: José Cordeiro/ SPTuris.

Em 1915, foram contabilizadas sete feiras e, atualmente, são cerca de 871, que acontecem todos os dias pela cidade, exceto às segundas-feiras. A lista completa pode ser encontrada no site da prefeitura: Feiramaps.

Além das feiras livres, São Paulo possui as feiras gastronômicas: que acontecem em diversas ruas da cidade e que servem boa comida a céu aberto.

Uma das mais tradicionais feiras é a da Liberdade (criada em 1975). Na saída da estação do metrô (Liberdade), ela expõe, além de arte e artesanato, barracas que oferecem guiozas, yakissobas, takoyaki, entre outras comidas típicas da culinária oriental.

Imagem em close up. Diversas frutas agrupadas como mangas, lichias, pinhas, laranjas, kiwis, caquis e jabuticabas.

Feiras Livres. Foto: José Cordeiro/ SPTuris.

Na Feira da República, além dos tradicionais pastéis, são servidos pratos da culinária baiana, como acarajé, vatapá, e de sobremesa: bolos, pavês, mousses, espetinhos de morango, tortas, entre delícias do açúcar.

Imagem em close up. Diversas frutas exóticas e multicoloridas.

Feiras Livres. Foto: José Cordeiro/ SPTuris.

No bairro do Pari, a Feira da Kantuta é conhecida como sinônimo da cultura e da comida boliviana em São Paulo. Até o nome (Kantuta) é em referência a uma flor da região andina. Todo domingo, das 11h às 19h, até parece outro país: pessoas falando em espanhol, barracas com malha de lã de lhamas, potes de barro, flautas de pã e pratos típicos: anticucho (coração de boi no espeto), api (suco de milho roxo) e salsipapas (salsicha, cebola, batata e banana da terra).

Serviço: 

Feira da Kantuta
Horário: domingos, das 11h às 19h.
End.: Rua Pedro Vicente, 625 – Pari – zona Leste – São Paulo.

Feira da República
Horário: domingos, das 8h às 18h.
End.: Praça da República – República – Centro – São Paulo.

Feira da Liberdade
Horário: sábados e domingos, das 9h às 17h.
End.: Av. da Liberdade, 365 – Liberdade – Centro – São Paulo.

Nossos Parceiros Estratégicos
Logo ABIH
Logo Sindicato Estadual dos Guias de Turismo de São Paulo – SINDEGTUR SP
Logo ABTLGBT
Logo Comtur
Logo São Paulo Convention & Visitors Bureau
Logo Turismo Sustentável e Infância
Logo Aprecesp