Acontece

Novidades

12 Comidas que você deve experimentar em São Paulo

Imagem em close up de um pastel partido ao meio sobre um prato branco, com parte do recheio de bacalhau desfiado espalhado no prato.

Pastel de bacalhau. Foto: divulgação

São Paulo reúne os melhores restaurantes da América Latina e do mundo, são mais de 15 mil restaurantes e 20 mil bares que oferecem os mais variados tipos de culinária, dos mais diversos países e dos mais variados preços.

Além disso, São Paulo tem uma culinária própria, oferecendo desde coxinha de siri a brigadeiro de capim santo. Conheça agora algumas guloseimas que você não pode deixar de experimentar quando visita São Paulo.

Sanduíche de mortadela
Tradicional lanche da capital paulista, o sanduíche de mortadela é um clássico e não dá para deixar de conferir. Dentro de um pão francês são colocados quase meio quilo de mortadela e são vários os estabelecimentos que oferecem essa iguaria no Mercado Municipal de São Paulo, o Mercadão. Para encontrar a versão mais tradicional, vá ao Bar do Mané cujo sanduíche, além da mortadela, vem acompanhado por queijo prato, alface e tomate.

Pastel de bacalhau
Outro símbolo gastronômico da cidade é o pastel de bacalhau. Recheado com uma porção generosa de bacalhau imerso no azeite, o pastel é um sucesso nas barracas de comida do Mercadão. Para apreciar a versão mais tradicional, vá até o Hocca Bar, que possui tempero secreto e de família.

Imagem em close up de um sanduíche com queijo derretido, rodelas de tomate e fatias de rosbife, no pão francês.

Sanduíche de Bauru do Ponto Chic. Foto: divulgação

Bauru
Lanche nascido na cidade de Bauru, no interior de São Paulo, foi inventado na década de 20 e é feito com pão francês, quatro queijos derretidos, rosbife e fatias de tomate e pepino. A primeira lanchonete a trazer o lanche para a capital foi a Ponto Chic, inaugurada há mais de 90 anos no Largo do Paissandu, região central da cidade, e que possui Certificado Municipal da cidade de Bauru, que atesta a originalidade e exclusividade de venda do verdadeiro sanduíche.

Pastel da Maria    
A barraca de pastel mais premiada da cidade é a da Maria, japonesa que veio para o Brasil em 1963 e que na verdade se chama Kuniko. São mais de 20 sabores, entre doces e salgados, e o de carne é o mais pedido e ganhador de diversos prêmios. Dá para encontrar o pastel da Maria em cinco feiras livres diferentes, sendo a mais tradicional a da Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, e em mais seis lojas espalhadas pela cidade.

Sanduíche de pernil 
Tradicional lanche vendido nos arredores de estádios de futebol, o sanduíche de pernil é feito com pão francês, 200 gramas da carne e vinagrete. Para experimentar, vá até o Estadão Bar & Lanches, no Viaduto Nove de Julho, que foi aberto há mais de 40 anos e funciona 24 horas ou então aproveite para conhecer a Ceagesp, entreposto de abastecimento, e experimente o sanduíche do Zezé, que não sai por mais de R$ 8.

Imagem em close up. Pizza margherita coberta com molho de tomate, queijo de búfala e folhas de manjericão.

Prove as melhores pizzas da cidade. Foto: divulgação.

Pizza
Abrigando a maior colônia italiana do Brasil, São Paulo pode dizer que tem a melhor pizza do país. São centenas de pizzarias que oferecem os mais diversos sabores, desde a clássica marguerita até a exótica de cogumelo shimeji. Não deixe de conhecer a pizzaria 1900, tradicional, possui seis unidades e pizzas especiais como a carciofini, que vai coração de alcachofra e parmesão. A premiada Bráz Pizzaria possui três unidades em São Paulo e foi eleita pelas revistas Época e Veja como a melhor pizzaria da cidade.

Hambúrguer
Na cidade o simples X-burguer ganha um toque especial e se transforma em hambúrguer marinado na cerveja Pale Ale, na companhia de maionese de cerveja. Para quem prefere um lanche mais tradicional, vale conhecer a Hamburgueria do SujinhoHambúrguer do Seu Oswaldo e o Z Deli Sanduíches, que mesmo em um espaço pequeno oferece sanduíches suculentos, macios e famosos. Na Vapor, o lanche Duxelle é montado no brioche salpicado de gergelim preto e acrescido de cogumelos-de-paris e portobello e, na Meat Chopper, os hambúrgueres são preparados com 200 gramas de fraldinha moída, lá mesmo, e o house burger, cheese salada umedecido por maionese temperada e relish de pepino, e o onion’n’cheese, composto de queijo emmental e bastante cebola caramelizada são pedidas imperdíveis.

Brigadeiro
Há algum tempo o docinho deixou de ser coisa de festa de criança ou motivo de briga em casa para ver quem lambe a panela. Em São Paulo, são dezenas as lojinhas especializadas nessa sobremesa tão tradicional. A Maria Brigadeiro foi uma das primeiras a se especializar e hoje prepara 40 versões do docinho, por R$ 3,50 cada um, os sabores mais inusitados variam entre limão-siciliano, uísque, mel, pimenta e vinho do Porto. Já a Brigaderia prepara mais de dez mil unidades de brigadeiro para todas as suas unidades. O cardápio apresenta mais de 30 variedades da guloseima, como o de cachaça boa vida, cheescake de goiabada e pistache.

Coxinha
O petisco mais famoso e querido de bares e botequins ganha um toque especial em São Paulo.  Em restaurantes como o Mimo, o salgado aparece na versão míni, feito de mandioquinha com raspas de limão-siciliano. No trio de coxinhas do Marcelino Pan y Vino, a receita leva a coxa da asa do frango com osso envolto em uma massa empanada na farinha japonesa panko. No Las Chicas, a massa é de mandioca e o recheio de camarão ao queijo roquefort. Já no Rothko é usado confit de pato na preparação. Se quiser uma versão mais tradicional, conheça o Frangó e o Armazém Veloso

Imagem em close up. Porção de massa tipo Farfalle com molho de tomate, cubinhos de carne e folhas de manjericão.

Guisado de cabrito, vinho tinto e temperos aromáticos do Famiglia Mancini.

Massas 
Uma das colônias que mais influenciaram a cultura paulistana é a italiana. Seus trejeitos e sotaque foram incorporados pelos moradores, assim como suas festas e culinária. Pela cidade estão espalhadas cantinas que oferecem a melhor e mais tradicional comida italiana. Na Cantina Famiglia Mancini, as entradas são uma atração à parte. O cardápio inclui grande variedade de queijos, azeitonas, sardela napolitana, aspargos, aliche, carpaccios diversos, entre vários outros. Podem ser apreciadas massas como o ravióli de ricota, espinafre e nozes ao molho de tomate, azeitona preta e ervas e o farfalle ao ragú de cabrito (foto). Das carnes, o campeão de pedidos continua sendo o filé à parmegiana. Entre as mais tradicionais do bairro do Bixiga, reduto italiano, estão a Cantina C… Que sabe! e a Generale, decoradas com toalhas quadriculadas e vinhos e azeites à mostra.

Comida de rua
As barraquinhas de comida popular podem ser facilmente encontradas próximo às estações de metrô, terminais de ônibus e universidades. Oferecendo hot dog, milho, pipoca, churrasco, batata-frita, yakissoba e churros a preços populares, as comidas de rua podem até ser gordurosas, mas são deliciosas.

Virado à paulista 
Prato tradicionalíssimo é servido às segundas-feiras e é feito com arroz, couve refogada, banana a milanesa, linguiça, torresmo e tutu. A refeição é super simples e qualquer restaurante por quilo, ou à la carte, oferece essa iguaria que é a cara do paulistano.

Nossos Parceiros Estratégicos
Logo ABIH
Logo Sindicato Estadual dos Guias de Turismo de São Paulo – SINDEGTUR SP
Logo ABTLGBT
Logo Comtur
Logo São Paulo Convention & Visitors Bureau
Logo Turismo Sustentável e Infância
Logo Aprecesp