Estação Júlio Prestes

   julioprestes2

Atual Estação Júlio Prestes fica em frente a Praça Júlio Prestes, do lado da Estação Pinacoteca. Foto: Portal do Governo do Estado de São Paulo.

Projetada pelos arquitetos Cristiano Stockler das Neves e Samuel das Neves em 1925 e concluída 13 anos depois, a Estação Júlio Prestes é uma histórica estação ferroviária da capital paulista. O nome é uma homenagem ao ex-presidente do Brasil e do Estado de São Paulo, Júlio Prestes de Albuquerque.

julioprestes
O prédio da Estação São Paulo em julho de 1924, na esquina das ruas Mauá e General Couto Magalhães. Em frente a ele, as tropas do Governo durante a revolução. Ao fundo, à direita, a estação da Luz. Foto: Revista da Semana, 09/08/1924.

Antigamente, na esquina das ruas Mauá e General Couto Magalhães, no bairro Campos Elísios, existia a Estação São Paulo, fundada em 1872 e aberta em 1875, que funcionava como a principal via transportadora de produtos da indústria cafeeira, provenientes do Oeste Paulista e do Norte do Paraná.

julioprestes4
A estação no dia de sua primeira inauguração em 1930. Foto: A Cigarra, 2ª quinzena de maio de 1930.

A Estação São Paulo fazia parte da Estrada de Ferro Sorocabana, que ligava São Paulo a Santos, Piracicaba e a Presidente Epitácio, cidade ribeirinha do Rio Paraná, na divisa com Mato Grosso do Sul.

julio_prestes_cordeiro
Júlio Prestes. Foto: José Cordeiro/SPturis.

Com 25 mil m², a atual construção foi inspirada nos terminais nova-iorquinos Grand Central e Pennsylvania, nos Estados Unidos. Outra característica é a estrutura de concreto e a alvenaria de tijolos, no estilo Luís XVI, com forros trabalhados, colunas imponentes, detalhes nas esculturas na torre do relógio e nos arcos das amplas janelas da fachada, além do pé-direito alto, que confere a sensação de amplitude e luxo.


Sala São Paulo. Foto: José Cordeiro/SPTuris.

Atualmente, a estação faz parte da linha 8 diamante da CPTM, que tem como destino final a cidade de Itapevi. Além disso, a estação abriga a sede da Secretaria de Cultura de São Paulo e, desde 1999, a Sala São Paulo, casa de concertos da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp).


Com mais de 1,5 mil lugares e 22 camarotes, a Sala São Paulo é a maior da América Latina. No topo, é possível ver o teto móvel (quadrados que se movem verticalmente, ajustando a acústica do local). Foto: divulgação.

Com 1.509 lugares e 1000 m², considerada a maior da América Latina, a Sala São Paulo possui forro móvel (motorizado, composto por diversos blocos independentes), que permite à acústica do local uma adaptação aos mais diversos tipos de música a serem executados.

Do lado de fora, na Praça Júlio Prestes, é possível avistar a estátua em bronze Alfredo Maia, do escultor Amadeu Zani e a escultura abstrata, de cor vermelha, em aço, de Emanoel Araújo, de 2003.


Estação Pinacoteca. Foto: Caio Pimenta/SPTuris.

Nas proximidades está a Estação Pinacoteca, um dos principais prédios de exposições artísticas da cidade, local da Biblioteca Walter Wey e do Memorial da Resistência, que possui registros da época da ditadura militar.

Serviço:

Estação Júlio Prestes
End.: Praça Júlio Prestes – s/nº – Luz – Centro – São Paulo.
Tel.: (11) 3367-9500.

 



As atrações e/ou informações sobre eventos que constam neste site estão sujeitas a mudanças e alterações sem aviso prévio. Evite surpresas telefonando antes de visitar as atrações ou eventos.






Banner
Banner


ARTIGOS MAIS LIDOS